Arbitragem Feminina

A arbitragem feminina nos esportes está crescendo a cada dia. Essas mulheres incríveis, com seus apitos e suas bandeiras, estão fazendo história. No Mundial de Clubes 2020 teremos as primeiras árbitras a comandarem uma partida masculina em um campeonato da FIFA. E elas são brasileiras! A árbitra Edina Alves Batista e a árbitra assistente Neuza Back passaram nos rigorosos testes físicos da FIFA e estarão no Mundial que será realizado em fevereiro de 2021, no Catar.

Primeiro trio de arbitragem feminino no Mundial de Clubes
Foto: Ibraheem Al Omari/Reuters

Mas ainda têm muito espaço para que mais mulheres entrem nesse mundo. O caminho a ser perseguido ainda é longo, muros precisam ser quebrados, estereótipos precisam ser rompidos e o respeito, principalmente vindo da torcida, precisa entrar em campo. Neste episódio, tivemos um bate papo importantíssimo com a advogada desportiva e árbitra auxiliar Ariana Floriano, e com a atleta de futsal amador Giovanna Borgo sobre arbitragem feminina e todos os seus desafios.

No quadro do Chute de Menina, a Vittoria Santos fala sobre as mudança de regras que aconteceram no futebol brasileiro em 2019, algumas regras sobre mão da bola, pênalti, foram mudadas e nesse episódio a gente te deixa a par disso.

Arbitragem Feminina é o vigésimo episódio do Quebra o Muro, com as Atleticaníssimas. Nele falamos sobre as árbitras que tem se destacado no Brasil e no Mundo. O podcast foi ao ar em 04/02/2021.

FICHA TÉCNICA:
Âncora: Daiane Luz
Mesa: Giovanna Borgo
Convidada: Ariana Floriano
Pesquisa: Danielle Broto e Namie Biazus
Editorial: Ana Carolina de Souza
Revisão: Andréa Broto
Edição: Emelly Ribeiro
Giro de Notícias: Daiane Luz
Chute de Menina: Vittoria Santos (@chutedemenina)
Vinhetas: Mariana Braga e Thaiane Bientinezi

Anteriores

Próximos

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quebra o Muro Arbitragem Feminina